Teste de Pegajosidade

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Tecnologia é mais ágil e eficiente na detecção dos açúcares entomológicos

A pegajosidade é de longe o maior problema de qualidade da fibra do algodão.  A pegajosidade na fiação se deve, essencialmente, aos açúcares entomológicos, resultado das dejeções dos insetos

Os métodos químicos (spray) e térmicos (caramelização na estufa), usados para detectar o problema, não são específicos dos açúcares entomológicos e frequentemente levam a decisões erradas (descontos desmerecidos).

A pegajosidade da fibra de algodão atrapalha severamente o processo de fiação, aumentando muito o custo de produção e reduzindo a qualidade do fio.

O termodetector H2SD, por sua vez, detecta e quantifica especificamente os açúcares entomológicos. Por isso, a tecnologia atende perfeitamente as necessidades do produtor, da indústria têxtil e das instituições de pesquisa. Outra característica que diferencia o H2SD é a sua agilidade. O termodetector analisa uma amostra em cada 30 segundos, totalizando cerca de 800 medições por período de 8 horas.

logo agopa

Rua da Pátria, nº 230, Bairro Santa Genoveva Goiânia/GO - CEP: 74.670-300

+55 (62) 3241-0404

Redes Sociais

Newsletter

Para receber as últimas informações da Casa do Algodão em seu e-mail, assine nossa newsletter clicando aqui.

© 2017 Casa do Algodão - Todos os direitos reservados.